SED vai usar material doado para melhoria dos campos de futebol

SED vai usar material doado para melhoria dos campos de futebol

O Ministério da Economia e Finanças doou, à Secretaria de Estado do Desporto, o material desportivo que estava retido nos armazens da Autoridade Tributária de Moçambique há cinco anos. O mesmo, composto por balizas, areias e bandeirolas, vai servir para a melhorar as infraestruturas desportivas nos distritos.

Já houve fumo branco em relação ao material desportivo retido há cinco anos pela Autoridade Tributária de Moçambique, que fora importado pela Federação Moçambicana de Futebol, para melhoria das infraestruturas desportivas, nomeadamente os campos de futebol. Ao todo são oito contentores, dos 12 importados, contendo diverso material desportivo que havia sido retido nos armazéns da Autoridade Tributária, por não ter cumprido com o tempo de desembaraço aduaneiro previsto para os processos do género, de 25 dias, o que abriu espaço para o processo administrativo, que passou ainda pela venda em hasta pública.

Foi o próprio Feizal que havia encomendado o material, doado no âmbito do projecto da FIFA, que na altura não teve orçamento suficientes para desalfandegar e fazer uso e por isso, retido nas alfândegas. Passou um mandato, de Alberto Simango Jr., e muitas foram as tentativas de negociações para que o material desportivo fosse entregue à Federação Moçambicana de Futebol, com protesto de tratar-se de material doado, mas o governo não moveu nenhuma palha.

Há dois anos, o material foi a hasta pública, mas devido aos custos e porque é um material destinado a uma certa actividade, nomeadamente para os campos de futebol, nem os clubes, muito menos os municípios, se interessaram em adquirir o mesmo.

E só na semana passada, por despacho do Ministro da Economia e Finanças, Adriano Maleiane, autoridade competente para autorizar a entrega do material, ao abrigo do Estatuto Orgânico das Alfândegas de 29 de Setembro de 1960, aprovado pelo Decreto nº 43199, no seu Artigo 681, é que o mesmo foi entregue à Secretaria do Estado do Desporto, para o devido uso.

Amélia Cabral, directora do Fundo de Promoção Desportiva, foi quem recebeu o material e confirmou o facto. “O ministério da Economia e Finanças doou este material que já estava retido há mais de cinco anos e fizeram a entrega formal. Neste momento estamos a receber o material e dentro em breve vamos dizer como o mesmo vai ser distribuído”, disse.

O material, composto por balizas, areia e bandeirolas, será usado para a melhoria dos campos de futebol, com destaque para os distritos, e a sua distribuição, segundo confirmou Amélia Cabral, será feita em coordenação com a Federação Moçambicana de Futebol, entidade que havia importado o material desportivo em 2015.

“Vamos ver os projectos que a FMF tem e dentro daquilo que é o plano estartégico da Secretaria do Estado do desporto vamos fazer a devida distribuição. Para nós este material vai ajudar a engrandecer o futebol nos distritos e vai dar um salto naquilo que é o desenvolvimento do desporto e das infaestruturas desportivas, que é uma das prioridades da Secretaria de Estado do Desporto, neste mandato”, esclareceu Amélia Cabral, directora do Fundo de Promoção Desportiva.

Para já, as balizas, areia e bandeirolas, foram colocados no Estádio Nacional do Zimpeto, onde já se encontrava a relva sintéctica verdadeiramente dita, e nos próximos dias vai se decidir para quais províncias e distritos será enviado o material, para montagem nos campos de futebol.


 


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique