Taça CAF: Energia da HCB apagada pela primeira vez no “caldeirão”

Taça CAF: Energia da HCB apagada pela primeira vez no “caldeirão”

Quando o velho ditado, “há sempre uma primeira vez”, entra em acção, a energia da Cahora Bassa apaga as luzes do “caldeirão” do Chiveve. Foi a primeira derrota de uma equipa moçambicana em provas internacionais no campo do Ferroviário da Beira, depois de muitas alegrias que o talismão deu ao povo da Beira, de Sofala e do país no seu todo.

A União Desportiva de Songo sucumbiu diante do RS Berkane do Marrocos, por duas bolas sem resposta, o mesmo resultado com que perdeu na primeira jornada desta fase, diante do Al Masry do Egipto.

Na primeira parte, a equipa moçambicana ainda entrou com tudo, criando situações de algum perigo iminente, equilibrando os acontecimentos dentro das quatro linhas, mas sem conseguir marcar.

Os forasteiros também foram por algumas vezes à baliza de Leonel, mas também foram perdulários na hora da finalização.

O nulo levou as duas equipas ao intervalo.
No reatamento, as coisas azedaram para o lado dos “hidroeléctricos”, uma vez que aos 58 minutos, Cremildo viu a cartolina vermelha, deixando a sua equipa reduzida a 10 unidades.

Foi aproveitando-se dessa superioridade numérica que o Berkane marcou os dois golos, pelo mesmo resultado, El Kaabi, aos 64 e 89 minutos, respectivamente. Aliás, o segundo golo foi apontado numa altura em que a equipa moçambicana tentava chegar ao golo do empate, tendo sido apanhada em contrapé.

Assim, a União Desportiva de Songo precisa inverter quanto antes os maus resultados, já em Julho, quando defrontar o Al Hilal do Sudão, na jornada dupla, primeiro em Kartum e depois na Beira, para continuar a sonhar com qualificação aos quartos-de-final.

 

 


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique