Tiroteio em igreja faz 26 mortos no Texas

Tiroteio em igreja faz 26 mortos no Texas

Pelo menos 26 pessoas morreram e 20 ficaram feridas, este domingo, naquele que foi o tiroteio mais mortífero de sempre no Estado do Texas, escreve o Jornal de Notícias.

Segundo um jornal local, o agressor entrou na Igreja Batista de Sutherland Springs, em Wilson County, pelas 11.30 horas locais (19.40 de Lisboa), na posse de uma arma automática e de um colete antibala e abriu fogo sobre a multidão, enquanto decorria uma missa.

O autor do "tiroteio em massa", como descreveram as autoridades, é Devin Kelley, de 26 anos, residente em New Braunfels (Texas), segundo apurou a "ABC News". Morreu depois de ter atirado contra os fiéis. Não é certo, no entanto, se foi abatido por um civil ou se cometeu suicídio.

O Presidente norte-americano Donald Trump denunciou o ataque no Texas, classificando-o de "horrendo", de acordo com o Diário de Notícias.

"Os nossos corações estão partidos. Unimo-nos, damos as mãos (...) e apesar das lágrimas e da tristeza, mantemo-nos fortes", disse Trump, em Tóquio, onde se encontra em viagem.

"Este acto diabólico ocorreu quando as vítimas e as suas famílias estavam num local sagrado", sublinhou.

Favorável ao porte de armas de fogo, Trump não abordou essa questão, prometendo apenas o "apoio total" da sua administração ao "grande estado do Texas e a todas as autoridades locais na investigação a este terrível crime".

"Faltam-nos as palavras para expressar a dor que todos sentimos", acrescentou.

O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, expressou no Twitter as suas "profundas condolências" e disse estar "solidário, do fundo do coração", para com os norte-americanos "neste momento difícil".

Entretanto, o Pentágono confirmou que o suspeito do ataque tinha servido no passado na Força Aérea.

Num comunicado, o Pentágono afirmou que Devin Kelley esteve "a certa altura" na Força Aérea, não sendo divulgadas mais informações.

O governador Greg Abbott disse que este foi o pior massacre resultante de um ataque a tiro na história do estado do Texas.

O director regional de Saúde Pública do Texas, Freeman Martin, informou que 23 das vítimas foram encontradas mortas dentro do edifício da igreja batista, duas outras no exterior do edifício e uma pessoa foi levada pelos serviços médicos, mas acabou por não resistir.

A fonte também disse que as vítimas mortais tinham entre os 5 e os 72 anos.

O comissário do condado, Wilson Albert Gomez, disse à estação televisiva MSNBC que há pelo menos 24 feridos.

Outra testemunha, um funcionário de uma bomba de gasolina próxima do templo batista, relatou à estação CNN que ouviu cerca de 20 tiros "em rápida sucessão enquanto se realizava um serviço religioso".

Pouco depois, o governador do Texas, Greg Abbott, escreveu uma mensagem na sua conta da rede social Twitter condenando o ataque.

"As nossas preces vão para todos os que foram vítimas deste acto de maldade. O nosso agradecimento às autoridades pela sua resposta", expressou o governador.

As autoridades estão a analisar as mensagens do atirador nas redes sociais feitos nos dias antes do ataque, incluindo um em que o homem aparece com uma espingarda de assalto semi-automática AR15.


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique