TMT prevê conclusão de 30 centros emissores do sinal digital até Dezembro

TMT prevê conclusão de 30 centros emissores do sinal digital até Dezembro

A TMT, empresa que será responsável pela transmissão do sinal digital de televisão garante que, até Dezembro, 30 dos 60 centros emissores previstos estarão prontos para funcionar no país. A informação foi avançada, ontem, pelo PCA da TMT (Transporte, Multiplexação e Transmissão), durante um encontro organizado pelo Observatório de Migração Digital. “Os trabalhos já arrancaram, no dia 15 de Agosto passado. A empresa implementadora do projecto, A StarTimes, já está no terreno. Neste momento, aquela empresa está em 36 centros emissores, onde está a realizar trabalhos de construção civil, que tem a ver com as fundações e instalação das torres, dos contentores e outro equipamento”, garantiu Victor Mbebe, PCA da empresa de Transporte, Multiplexação e Transmissão (TMT), para depois realçar que alguns centros emissores já estão prontos. “Já temos alguns centros prontos a operar. um exemplo disso é o centro emissor de Ressano Garcia, visitado há duas semanas. Além desse, temos outros centros prontos a operar. Isso quer dizer que os trabalhos estão a decorrer em 36 centros, sendo que faltam 24 centros para o início dos trabalhos. Dos que estão a ser intervencionados, esperamos que até Dezembro ou Janeiro tenhamos cerca de 30 prontos”, esperançou Mbebe.

De acordo com o dirigente, este processo não está a acontecer de forma isolada, pois já estão em fabrico, na China, os descodificadores ou receptores que serão vendidos aos moçambicanos. “Para a activação dos centros emissores, nós, como TMT, achamos que isso deve acontecer quando os descodificadores estiverem disponíveis. Os 400 mil descodificadores já estão em processo de produção. Pessoalmente, estive na fábrica, semana passada, na China, e tive a oportunidade de, conjuntamente com os meus colegas, testarmos os primeiros 20 descodificadores da TMT. Fizemos os testes e depois a aceitação. sendo assim, a fábrica já tem a nossa aceitação para a produção do material”, detalhou o dirigente, para depois avançar que, até Dezembro, serão recebidos os primeiros descodificadores.

“Atendendo ao ritmo e plano de produção que nos foi apresentado, pensamos que, até Dezembro ou Janeiro, iremos receber os primeiros 100 mil a 200 mil descodificadores. O que pretendemos é que a activação dos centros seja acompanhada da distribuição de descodificadores. Temos que garantir que, logo que efectuarmos a activação, as populações tenham acesso a esse dispositivo, para que possam usufruir do sinal digital”, referiu,  

Segundo fez saber Victor Mbebe, a rede digital - uma nacional e outras regionais - terá uma grande abrangência: “Esta rede irá abranger uma área muito superior à actual, irá chegar a zonas que não há televisão, sendo que se espera que essas populações terão muita apetência em adquirir os descodificadores, para poderem ver a televisão”.  


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique