Trabalhadores do food lovers reivindicam quatro meses sem salário

Trabalhadores do food lovers reivindicam quatro meses sem salário

Trabalhadores do supermercado food lovers estão a quatro meses sem salários. Trata-se de 110 pessoas, que desde segunda-feira, passam dia e noite nas instalações do supermercado que encontra-se encerado.

O gerente da loja informou, na segunda-feira, aos trabalhadores que os seus contratos seriam suspensos por um período de dois meses sem salário e quando estabeleceu-se o impasse entre as partes, o gerente pôs-se em fuga.

Os grevistas dizem que não podem abandonar o local, porque as portas do supermercado ainda estão abertas e temem acusações em caso de roubo dos produtos.

No entanto, o comandante da Polícia da República de Moçambique, na oitava esquadra, Afonso Ruco, presente no local, garantiu que os grevistas estão a exercer o seu direito de forma pacífica.

Afonso Ruco apelou a entidade patronal a comparecer ao local e resolver o problema dos trabalhadores, antes que a situação torne-se agravante.

O supermercado food lovers está localizado na Mozal, no distrito de Boane e é gerido por empresários sul-africanos e zimbabweanos.

Importa ressaltar que esta é a segunda vez em que a companhia de supermercados, encera as instalações e abandona os seus trabalhadores.

 


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique