UD Songo no Zimbabwe à espreita da fase de grupos da “champions”

UD Songo no Zimbabwe à espreita da fase de grupos da “champions”

Campeão nacional regressa às afrotaças para lutar por um lugar na fase de grupos da Liga dos Campeões, quando defrontar o Platinum Star do Zimbabwe, no play-off a ser disputado em duas mãos. Este sábado, a turma moçambicana joga em Bulawayo, a espreita de um bom resultado que garanta uma boa segunda mão.

A União Desportiva de Songo deixa amanhã o país com destino ao vizinho Zimbabwe, onde, sábado, defronta o Platinum Star, em partida da primeira mão do play-off de acesso a fase de grupos da Liga dos Campeões africanos, em futebol. O campeão nacional parte para este jogo com todo seu forte de jogadores, com intuito de alcançar um bom resultado que garanta uma segunda mão mais controlada e com boas perspectivas de passagem.

Para já, Nacir Armando conta com todos jogadores disponíveis para este embate, uma vez que nas duas últimas semanas não teve nenhuma partida oficial. Dos jogadores preponderantes dos “hidroeléctricos” de Songo, Telinho é que deixava algumas dúvidas, depois de ter sido tocado durante os treinos da selecção nacional, entretanto, já se encontra em condições de dar seu contributo ao único representante moçambicano nas afrotaças.

Na antevisão a esta partida, Chaquil Bemat, treinador adjunto da UD Songo, disse que a equipa vai ser cauteloso em todos os sentidos, apesar das dificuldades que se preveem em Harare, tanto mais que a equipa adversária vai contar com apoio do seu público.

Aliás, Bemat diz que a equipa vai precavido para não sofrer golos e procurar marcar, pelo menos um, de modo a estar mais seguro no jogo da segunda mão. “Neste momento estamos focados no jogo do Platinum, que é já sábado, e estamos a preparar ao detalhe. Vimos o jogo deles em casa diante da equipa do Malawi e já vimos onde eles são fortes e onde tem algumas lacunas e por onde podemos entrar. Portanto, estamos a trabalhar nesses aspectos”, referiu Chaquil Bemat, treinador adjunto dos “hidroeléctricos”.

O jogo da segunda mão, que terá lugar no “caldeirão” do Chiveve, disputa-se entre os dias 28 e 29 de Setembro correntes.

 

1º de Agosto realiza hoje primeiro treino na Zâmbia

Com os 18 jogadores bem-dispostos, depois do excelente trabalho realizado em Luanda, o técnico Dragan Jovic vai incidir o treino na recuperação física e a consolidação dos aspectos técnicos, já que o bósnio esconde a táctica a utilizar frente à formação zambiana.

A fechar a sessão, Dragan Jovic divide o grupo para realizar uma partida de recreação, culminando os trabalhos com exercícios físicos. Neste treino, o treinador não vai exigir muito dos atletas, dado o trabalho efectuado na capital do país.
Às 14h00 de sexta-feira, o conjunto do Rio Seco faz o habitual treino de adaptação à relva do Estádio Nkolama, palco do jogo com o Green Eagles, quinta força da Liga zambiana, depois do Nkana, Zanaco, Mufulira Wanderes, Power Dynamos e Zesco United.

 

Acomodação

De modo a evitar eventuais percalços, a direcção do clube criou todas as condições, do alojamento, alimentação ao transporte e campo de treino. A delegação angolana está bem instalada, como refere o treinador-adjunto do 1º de Agosto, Ivo Raimundo Traça. “As condições encontradas são excelentes. Não temos razões para queixas. A direcção fez deslocar a Lusaka um emissário para proporcionar aos jogadores e equipa técnica as melhores condições, com o intuito de obter um bom resultado”, salientou ao Jornal de Angola.

Em Lusaka, o 1º de Agosto é muito acarinhado e apreciado, uma vez que Angola tem uma comunidade numerosa naquelas paragens. A equipa vai contar também com o calor de alguns adeptos angolanos, em número não especificado, que se deslocam à Zâmbia e retornam logo após o encontro. “Temos esta garantia de apoio, e orgulha-nos. Portanto, será bem-vindo”, agradeceu o técnico-adjunto de Dragan Jovic.
Para a “Operação Green Eagles”, o técnico Dragan Jovic escalou 18 jogadores, nomeadamente Tony Cabaça e Neblú (guarda-redes); Isaac, Paizo, Massunguna, Bobô, Bonifácio e Jó (defesas); Macaia, Mário, Kila, Atouba, Ibukun, Zito Luvumbo e Nelson da Luz (médios); Ary Papel, Lionel Yombi e Mabululu (avançados).

 

Toni Cosano projecta recepção ao Kampala City

O técnico do Petro de Luanda, Toni Cosano, faz hoje, às 10h30, durante a habitual conferência de imprensa, no Complexo Demóstenes de Almeida Clington, a antevisão do jogo com o KCCA FC, neste sábado à tarde, no Estádio Nacional 11 de Novembro, referente à primeira "mão" da segunda e última eliminatória de acesso à fase de grupos da Liga dos Clubes Campeões Africanos.

No encontro com os jornalistas, depois da última sessão de treino, o espanhol vai abordar a preparação para este jogo contra os ugandeses e o grau de dificuldade, onde o objectivo de apurar-se para a outra fase da competição é uma das prioridades da direcção do clube e do corpo técnico.

Hoje, no campo Osvaldo Saturnino de Oliveira "Jesus", Toni Cosano contou já com a integração ao grupo de Wilson Gaspar, Herenilson, Yano, Eddie Afonso e Além, que terça-feira estiveram ao serviço dos Palancas Negras.

Wilson e Herenilson, que foram utilizados durante os 90 minutos no desafio com os Escorpiões da Gâmbia, efectuaram apenas exercícios de recuperação. Yano, Eddie Afonso e Além trabalharam com o grosso do plantel.

O adversário dos tricolores desembarca hoje à tarde no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, numa comitiva de 25 pessoas, entre atletas, técnicos, dirigentes do clube e federativo. Amanhã à tarde, realiza o reconhecimento e adaptação à relva do palco da partida, com as habituais correcções dos aspectos tácticos. Esta tarde chega também o quarteto de arbitragem da Etiópia, chefiado por Belay Tadesse Asserese.

O desafio da segunda mão disputa-se dia 26 do corrente, às 15h30, no Estádio Star Times Uganda, em Kampala.

A história positiva recente na Liga dos Campeões Africanos, serve de principal tónico ao 1.º de Agosto na deslocação efectuada ontem ao terreno do Green Eagles da Zâmbia, tendo em vista o embate deste sábado, referente à primeira mão da última eliminatória de acesso à fase de grupos da maior competição de clubes da CAF.

Em solo zambiano, a equipa angolana com registo positivos nas edições  passadas da Liga dos Clubes Campeões, prevê repetir o percurso brilhante protagonizado em 2018, a começar por uma vitória sobre o Green Eagles no sábado, que pode abrir fortes probabilidades de assegurar a qualificação aos grupos de disputa da “Champions”.

Um dos grandes objectivos do 1.º de Agosto nesta nova empreitada, prende-se, a julgar pelas declarações de Ivo Traça, em tentar superar o feito alcançado na edição antepassada, ano em que estiveram “às portas” da final da competição, não fosse o injusto desfecho da partida frente ao Esperança de Tunis, nas meias-finais.

Já com integração dos atletas que estiveram ao serviço do combinado nacional, que defrontou e eliminou à sua congénere da Gâmbia, na corrida ao Mundial 2022, no Qatar, mas à espera do avançado Jacques Tuyisenge, que representou à sua selecção na mesma prova, o Petro de Luanda realizou ontem o penúltimo treino antes do duelo do próximo sábado, no 11 de Novembro, diante do Kampala City, referente à primeira-mão da última eliminatória de acesso à fase de grupos da Liga dos Campeões Africanos.

Deste modo, o treinador António "Toni" Cosano está em melhores condições para, a partir desta manhã, "refinar" a estratégia a utilizar no importante desafio antes os ugandeses, pois os defesas Wilson e Eddie Afonso, os médios Alem e Herenilson e o avançado Yano regressaram aptos e motivados, para fazerem parte do jogo.

Os jogadores que representaram os Palancas Negras no duplo compromisso com os gambianos se apresentaram ontem no Catetão, mas somente hoje começam a trabalhar sob liderança de Toni Cosano, disse ao Jornal dos Desporto, uma fonte do grémio tricolor, que não avançou a data de chegada a Luanda do avançado ruandês.

Durante o período de férias que o campeonato observou, em face ao compromisso dos Palancas Negras, Toni Cosano não deu folgas aos atletas, tendo em conta o compromisso do próximo sábado.

Ao longo desta semana, o treinador espanhol trabalhou com determinação, como sempre o faz, os aspectos defensivos e ofensivos, tácticos e remates à baliza, para contrapor os ugandeses do Kampala City.

O treinador tricolor, bem como os jogadores, estão mentalizados no sentido de fazerem um bom jogo e resultado, pois a decisão da eliminatória, em que esperam vencer para marcar presença na fase de grupos da champion africana, vai ser decidida em casa do adversário.


 


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique