Vale do Zambeze disponibiliza 120 milhões MT para PME

Vale do Zambeze disponibiliza 120 milhões MT para PME

A CTA e a Agência do desenvolvimento do Vale do Zambeze assinaram, hoje, um memorando de entendimento que visa fundamentalmente fortalecer o sector privado nas regiões mais recônditas do país.  Para tal estão disponíveis 120 milhões de meticais  que visam financiar projectos das pequenas e médias empresas.

“O que nós queremos é que os Conselhos Empresariais Distritais tenham no mínimo uma instalação para funcionar.  Vamos apoiar as actividades de formação dos empresários,   divulgar as oportunidades de investimentos que existem ao nível dos distritos e apoiaremos os fóruns de diálogo entre as conselhos em referência e os governos distritais. Na verdade, trata-se de  seguimento a uma parceria iniciada em 2014, que pretende fortalecer o sector privado” – explicou Roberto Albino, Director Geral do  Vale do Zambeze.

Para a CTA, o memorando  assinado preenche as exigências do plano estratégico da agremiação, que passa pela capacitação de todas as províncias de modo a que elas tenham o mesmo nível de oportunidades, em acções do diálogo público privado e de promoção de  investimento.

“É importante para nós porque a CTA no seu plano estratégico está a trabalhar para a formalização da economia. Formalizar  a economia para nós é juntar todos os pequenos produtores em associações e pegar os pequenos produtores e coloca-los no sector formal” – indicou Vuma. E Vuma acrescentou que o que a CTA pretende com este memorando é, por outro lado, apoiar os produtores que têm estado a beneficiar dos sete milhões ao nível das províncias para que tenham uma consciência empresarial e “daí resultar num reembolso efectivo e terem uma contabilidade mais organizada”.  

Os empresários entendem que a divulgação dos procedimentos para aceder aos fundos colocados à sua disposição pela Agência do Vale do Zambeze não são tão claros, factos que acabam por contribuir para que os agentes económicos tenham dificuldades de obter estes financiamentos.

Reagindo ao posicionamento  dos empresários, a Agência do vale do Zambeze exortou aos conselhos empresariais provinciais a serem mais comunicativos e  a CTA garantiu que irá capitalizar o seu gabinete de apoio empresarial.

Importa referir que  o memorado de entendimento foi assinado a margem do   fórum regional centro do sector privado, que tinha como objectivo  discutir oportunidades de negócios dos empresários das províncias de  Sofala, Manica, Tete e Zambézia, assim como estabelecer uma plataforma interprovincial para a aceleração do desenvolvimento sustentável, numa cerimónia que contou com a presença da governadora de Sofala, que apelou a CTA a continuar ao lado do governo na elevação da economia do país para fazer face a actual conjuntura financeira.

 

 

 


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique