Água turva da rede pública preocupa moradores

Dona Esperança vive no bairro da Zona Verde, no município da Matola. Há dias que da sua torneira jorra água com uma cor estranha, o que a fez deixar de usar para beber, cozinhar e até lavar peças brancas de roupa. E este é um sentimento partilhado por tantos outros moradores daquele bairro, como Glória Chilengue, dona de casa

Não se sabe ao certo se há uma ligação entre entre uma e outra coisa, mas a verdade é que no Centro de Saúde de Ndlavela, que assiste os bairros da Zona Verde, Dlavela e Infulene D, há registo de casos de diarreia. Para apurar a informação, ouvimos Augusta Correia – Técnica de Medicina afecta naquele Centro de Saúde.

Apesar da cor estranha, a Águas da Região de Maputo diz que não é necessariamente turva, mas sim tem problema de corolação.  A empresa garante que a mesma oferece condições para o consumo humano, conforme fez saber Gildo Timóteo – Águas da Região de Maputo.

A Associação de Defesa de Consumidor, representado por Mouzinho Nicols, diz que o Ministério da Saúde deve se pronunciar, tratando-se de algo que mexe com a saúde pública.


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique