Chuvas deixam rastro de destruição na cidade de Maputo

Logo à entrada da residência de Cliton Machava, no bairro da Mafalala, é possível ver o esforço em diminuir a água que inundou toda a casa.
Até à hora da chegada da nossa equipa de Reportagem, Machava diz que havia conseguido minimizar a situação no quintal, mas antes o interior da casa também estava cheio de água.

Bacia por bacia, Machava vai reduzindo os estragos da chuva que caiu de forma intensa entre a noite de domingo e madrugada desta segunda-feira.
Aliás, aqui no bairro Mafalala, não foi apenas esta casa que ficou neste estado. Boa parte delas estavam inundadas.
Visitamos a Escola Primária Completa Unidade 22, onde apesar de ser segunda-feira, não se assistiu aulas.
As imagens mostram o cenário.

E em Laulane, a situação era a mesma. As vias de acesso estavam bloqueadas. Até ao começo da tarde, alguns dos residentes tentavam tapar as crateras que impediam a passagem de pessoas e viaturas.

Enfim, vive-se os estragos, e o Instituto Nacional de Meteorologia avisa que a chuva poderá continuar, em particular no interior da província de Maputo.


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique