Famílias usam água da chuva nas bermas da estrada para o consumo

Inhassoro e Govuro, dois distritos vizinhos na província de Inhambane, no Sul de Moçambique.

A chuva bate forte no limpa-brisa do carro que leva a nossa equipa de reportagem…estamos na estrada nacional nr.1.

Estas idosas usam bacias e outros recipientes para aproveitar a água que se concentra na machamba, a alguns metros da estrada. Elas contam que a chuva que caiu constitui uma salvação, porque aqui perto não existe fonte de abastecimento de água.

Não é para menos. A família mobilizou-se toda para aproveitar o máximo possível desta água da chuva.

Repara que é turva. Procuramos saber se consomem nestas condições e se não contraem doenças por isso.

Saímos e seguirmos viagem…ao longo do percurso, encontramos mais pessoas a fazerem o mesmo! Esta idosa usa um recipiente de 20 litros…

Neste outro ponto, as famílias aproveitam para lavar!

Esta é a realidade humana das estatísticas…estes são os milhares de moçambicanos que não têm acesso à água potável.

E quem pensa que já viu tudo, que preste atenção a este cenário que registamos no distrito de Inhassoro. 

Avó, neto e bisnetos apanham grãos de milho que caíram de um camião.

Um por um, vão enchendo recipientes como estes e daqui vai sair o alimento para alguns dias.


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique