Governo vai criar lixeira provisória até à conclusão do aterro de Matlemele

 O Conselho Municipal da Cidade de Maputo pediu apoio técnico e financeiro ao Governo para o encerramento da lixeira. O fecho definitivo da lixeira é tido como a única alternativa para que tragédias, como a ocorrida na semana finda, não voltem a acontecer naquele lugar.

O Governo prevê anunciar, dentro de 60 dias, o encerramento definitivo da lixeira de Hulene. O Município de Maputo e o Governo estão a trabalhar num plano de reassentamento da população. A garantia foi dada pelo Ministério da Terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural, Celso Correia, à margem de um encontro mantido com o seu homólogo português.

Celso Correia diz que o encerramento da lixeira é algo urgente, “para ontem”. Devido a esta urgência será identificado um lugar provisório que servirá de lixeira. “O Governo propôs ao município a criação de um aterro controlado que irá funcionar durante oito a nove meses até a conclusão da primeira fase do aterro de Matlemele. A construção de um novo aterro não resolve o problema do aterro antigo. O aterro antigo deve ser intervencionado para garantir os níveis de segurança que o Governo deseja”, disse Correia.


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique